sexta-feira, 30 de maio de 2008

Frango na Moranga

Ingredientes:
2 colheres (sopa) de óleo
2 colheres (sopa) de manteiga
1 cebola média picada
1kg de peito de frango com osso
3 tomates sem pele nem sementes picados
1 tablete de caldo de galinha dissolvido em 2 xícaras de água quente

1 moranga com cerca de 2 ½ kg
3 colheres (sopa) de salsa picada
1 colher (sopa) de farinha de trigo
sal e pimenta do reino a gosto
400g de requeijão cremoso

Modo de Preparo:
Numa panela, aqueça a manteiga com o óleo e refogue a cebola. Coloque o frango e cozinhe até ficar dourado por cima e por baixo. Junte o tomate e o caldo de galinha, tampe a panela e deixe em fogo baixo até o frango estar cozido.
Com uma faca de serra, abra uma ‘tampa’ redonda na moranga, ao redor do cabo. Retire as sementes e fibras do seu interior. Tampe a moranga, embrulhe em papel de alumínio e leve ao forno médio, preaquecido por 1 hora, até começar a ficar macia.
Retire a pele e os ossos do frango e desfie a carne. Coe o caldo do cozimento e devolva à panela. Recoloque o frango, a salsa e a farinha. Tempere com sal e pimenta. Cozinhe em fogo médio.
Tire a moranga do forno, abra a tampa, retire um pouco da polpa cozida, amasse e misture com o frango. Vire a moranga para escorrer o excesso de água.
Forre o interior da moranga com o requeijão e despeje por cima o frango ensopado. Deixe assar por mais 30 minutos, ou até a moranga ficar macia.
Bom apetite!!!

Doenças do coração

O que você pode fazer para evitá-las

Os fatores que elevam o risco para doenças do coração são a idade acima de 65 anos, a hereditariedade (casos na família), ser homem, ser fumante, ter pressão arterial elevada (hipertensão), ter nível sanguíneo de colesterol elevado (hipercolesterolemia), ser sedentário (não praticar atividade física regular), ser diabético e estar acima do peso corporal saudável.

Além destes fatores, vários estudos descrevem que pessoas estressadas e ansiosas também podem desenvolver, mais freqüentemente, doenças do coração.

Alguns dos fatores descritos acima podem ser modificados, entre eles está a hipertensão. Na maioria dos casos, a hipertensão não apresenta sintomas, e por isso é muito importante sua verificação freqüente.


O tabagismo (uso de cigarros) também é um fator que pode ser controlado. Evite fumar, como fumante suas chances de ter doenças de coração, além de várias outras, é muito maior.

A hipercolesterolemia (excesso de colesterol) como a hipertensão, não apresenta nenhum sinal, mas também é muito perigosa para a saúde do coração. O excesso de colesterol é depositado na parede das artérias, provocando a formação de placas gordurosas. Com o tempo, essas placas obstruem os vasos sanguíneos e impedem a circulação do sangue.

Pessoas sedentárias, que não fazem nenhuma atividade física, correm mais risco de enfrentar problemas de pressão e colesterol altos. Além disso, os exercícios melhoram o condicionamento físico, a resistência, o humor e a qualidade de vida em geral.

Diabetes não controlada também favorece o acúmulo de gorduras que se depositam com mais facilidade nas paredes das artérias, os vasos ficam entupidos e o risco de ataque cardíaco aumenta.

Entre os fatores modificáveis e controláveis, está nosso peso corporal. Está comprovado que pessoas acima do peso saudável desenvolvem com mais freqüência, vários dos fatores descritos anteriormente (hipertensão, hipercolesterolemia, diabetes), que sem dúvida levaram à doenças do coração.

Saiba mais sobre os triglicérides



Você vai ao médico e ele pede para você fazer todos os exames e ver como anda sua saúde, de repente você descobre que está com as taxas de triglicérides elevado, o que fazer?


Em primeiro lugar é importante conversar com o seu médico e esclarecer todas as suas dúvidas e seguir exatamente as orientações dele. Mas para que você entenda exatamente o que é triglicérides e sua ação no organismo, Cyber Diet vai explicar um pouco mais sobre esse tipo de gordura.

Os triglicérides são tipos de gorduras que podem ser produzidas pelo organismo ou ingeridas através dos alimentos. Assim como o HDL, LDL, os triglicérides quando encontram-se em níveis alterados no sangue podem causar prejuízos à saúde, principalmente se este aumento estiver associado ao aumento das



frações de colesterol citadas.

Níveis elevados de triglicérides na corrente sanguínea estão associados ao aparecimento de doenças coronarianas e por este motivo é importante que todos se conscientizem do quanto é importante ter as taxas de triglicérides dentro do limite recomendado.

As gorduras desempenham papel importante em nosso organismo, como fornecer energia ao corpo, proteger os nossos órgãos, a camada de gordura isola o organismo, preserva o calor do organismo e mantém a temperatura do mesmo. As gorduras também auxiliam no transporte e absorção de vitaminas lipossolúveis, A, D, E e K.

“Você vai ao médico
e ele pede para você fazer todos os exames e ver
como anda sua saúde. De repente você descobre
que está com as taxas de triglicérides elevadas.
O que fazer?”

Triglicérides são a forma de armazenamento energético mais importante no organismo,
constituindo depósitos no tecido adiposo e tecido muscular. Porém, o excesso de gordura na alimentação pode ser bastante prejudicial à saúde.


Para estar dentro do limite, os níveis de triglicérides não devem ultrapassar 200mg/dl e para detectar, basta fazer um exame de sangue específico, prescrito pelo seu médico. É muito importante fazer exames regularmente.

O tratamento para diminuir o triglicérides no sangue é o seguinte: eliminar peso para aqueles que estão acima do peso, diminuir o consumo de alimentos ricos em gordura saturada e colesterol, ter uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos regularmente, evitar o consumo de bebida alcoólica e se necessário tratamento medicamentoso.

Veja na tabela a seguir os alimentos que devem ser evitados ou consumidos com moderação e os que devem ser preferidos para ter um controle melhor das taxas de gorduras no sangue:

Evite ou consuma
com moderação
Prefira
Doces em geral
Frutas
Frituras em geral (batata frita, preparações à milanesa, pastel, salgadinhos, etc.)
Preparações assadas, grelhadas ou cozidas
Manteiga, margarina, banha de porco
Óleos vegetais, azeite de oliva
Pão francês, massas em geral, pães doces, recheados
Pão integral, arroz integral, aveia, trigo, etc.
Carne com gordura, frango com pele
Carne sem gordura, frango sem pele, peixe
Leite e iogurte integral
Leite desnatado e iogurte desnatado
Queijos amarelos
Queijo branco, ricota, queijo cottage
Açúcar
Adoçante
Bebida alcoólica e refrigerantes
Suco de fruta natural, água, água de coco

Fonte: III Diretrizes Brasileiras Sobre Dislipidemias e Diretriz de Prevenção da Aterosclerose do Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia. volume 77, (suplemento III), 2001.

Suplementos Nutricionais: funcionam mesmo?



A moda nas academias hoje em dia é tomar suplementos. São várias as funções e promessas dessas substâncias.


Suplementos de aminoácidos, proteínas, antioxidantes e outras substâncias são os mais freqüentes. Estaremos nesta matéria falando um pouco dos usos e funções de alguns suplementos nutricionais.

Os suplementos nutricionais, como o próprio nome diz, são substâncias caracterizadas por auxiliar na ingestão alimentar, sempre completando a ingestão de alimentos que não foram possíveis de serem consumidos, seja lá por qual motivo.



Os praticantes de atividade física não costumam seguir as recomendações de um nutricionista.
Eles são indicados principalmente para atletas de competição que gastam muitas calorias devido ao treino pesado e freqüente. O gasto calórico dessas pessoas é tão alto que somente com a alimentação não é suficiente suprir a necessidade calórica e nutricional. Claro que sempre é preciso ter a prescrição de um médico ou nutricionista, que verifique a necessidade e elabore um plano alimentar adequado e relacionado com o suplemento que se deseja utilizar, se for o caso.

Alguns praticantes de atividade física, indicados por seus instrutores, tomam esses suplementos com a promessa muitas vezes de ganho de massa muscular e perda de gordura corporal. O grande problema é a prescrição desses suplementos, que precisa sempre ser orientada de forma cautelosa.

Para praticantes de atividade física, onde o gasto calórico não é tão grande, na maioria das vezes não há necessidade do uso de suplementos. Porém, algumas pessoas deixam de se alimentar corretamente para completar com os suplementos. Escolha errada, pois os alimentos possuem muito mais nutrientes do que os suplementos nutricionais, que muitas vezes possuem apenas um nutriente específico.

Outro problema é que os praticantes de atividade física não costumam seguir as recomendações de um nutricionista ou do fabricante do produto, consumindo os suplementos de maneira inadequada.

Veja abaixo alguns tipos de suplementos e suas funções:

BCAA: Isoleucina, leucina e valina são três aminoácidos conhecidos como aminoácidos de cadeia ramificada. Eles teriam a importância de evitar a fadiga, porém há estudos que comprovem essa função e há outros estudos controversos que dizem que não há efeitos significativos no uso dessas substâncias.

Suplementos Protéicos: Os praticantes de atividade física deixam de se alimentar corretamente, onde há o fornecimento de energia e nutrientes ao corpo, para tomar os suplementos protéicos. Por quase sempre restringirem os carboidratos ou diminuírem sua quantidade, as proteínas são desviadas da sua função de síntese protéica, ou seja, construção de tecidos e músculos, para fornecimento de energia. Dessa forma, o suplemento não realizará a sua função esperada. Outro ponto importante é que a maioria desses suplementos não foram comprovados cientificamente.

O que muitas pessoas não sabem é que a nossa alimentação é rica em proteínas (carnes, ovos, frango, peixes, leite e derivados possuem este nutriente) e quase sempre se alcança o recomendado para a atividade física.

Substâncias antioxidantes: a atividade física em excesso traz um aumento na produção de radicais livres, que fazem mal à saúde. Diminuindo essa produção de radicais livres poderia haver uma diminuição do dano muscular. O beta-caroteno encontrado em mamão, goiaba, tomate, pimentão e outros vegetais; o selênio, encontrado principalmente na castanha do Pará e o alfa-tocoferol (vitamina E) que está presente na gema de ovo, óleos vegetais e vegetais de folha são exemplos de antioxidantes naturais, mas podem ser encontrados na forma de suplementos.

Creatina: A creatina costuma ser utilizada para aumentar a massa muscular, mas o que muitos autores propõem é que esse aumento seria devido ao edema, ou seja, retenção de líquidos que daria a impressão de aumento de massa muscular. Outros autores dizem que 30% das pessoas não respondem à creatina, não tendo o efeito esperado. Em exercícios de alta intensidade, a creatina participa da produção de energia.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Sequilho saborosos

Ingredientes:
- 3 colheres (sopa) de margarina sem sal em temperatura ambiente
- 25 ml de leite
- 1 xícara (chá) de açúcar
- 1 colher (café) de sal
- 1 ovo
- 1 colher (sopa) de farinha de trigo
- 3 xícaras (chá) de fécula de mandioca (polvilho doce)
- 1 xícara e meia (chá) de coco

Modo de Preparo:
1º - Numa tigela misture a margarina sem sal em temperatura ambiente, o leite, o açúcar, o sal e o ovo.

2º - Transfira a massa para uma superfície lisa e vá amassando e adicionando a farinha de trigo, a fécula de mandioca (polvilho doce) e o coco . Amasse bem até ficar no ponto de enrolar.
OBS: Se a massa ficar muito mole pode acrescentar mais um pouquinho de fécula

3º - Pegue pequenas porções da massa e enrole formando rolinhos na espessura de um dedo. Com o auxílio de uma faca faça pequenas marcas nos rolinhos, para decorar. Corte no tamanho que desejar e vá colocando numa assadeira untada com óleo e enfarinhada. Se preferir, faça pequenas rosquinhas com os rolinhos e coloque-os
também na assadeira.

4º - Leve para assar em forno pré aquecido a 200 graus por 20 minutos até que estejam levemente dourados.

DICA: a farinha de trigo que é incorporada na massa é necessária para que na hora de enrolar a massa esta não quebre.

Escova de Diamante

Ela vem ganhando destaque nos salões, principalmente por conta do alto brilho proporcionado aos cabelos, que pode durar até dois meses. Tratamento versátil, há no mercado produtos para usar em casa

No outono e inverno os cuidados com os cabelos devem ser redobrados. Um dos inimigos dos fios neste período é o banho quente e demorado, nada indicados para manter os fios saudáveis, portanto, vale nesta época do ano investir em tratamentos de hidratação e recuperação mais "pesados".

A especialista no assunto, Gisely Farias, proprietária de um salão de Beleza em São Paulo, explica que o excesso de água quente ocasiona a perda da camada de hidratação, fazendo com que os cabelos se tornem ressecados e sem brilho.

E o alto poder de brilho é justamente um dos grandes atrativos da Escova de Diamante, além de realçar a cor dos fios. Este é um dos tratamentos mais recomendados por Gisely, segundo a especialista, a escova permite alto brilho e durabilidade de até dois meses, mantendo-se o uso do shampoo, condicionador e do pure diamond crystals, todos de uma mesma marca italiana Alfaparf Milano.

Tudo o que eu realmente precisava saber, aprendi no jardim de infância

Tudo que eu realmente preciso saber sobre a vida... Como ser.... Aprendi no jardim da infância.

Não foi na universidade nem na pós-graduação que eu encontrei a verdadeira sabedoria, e sim no recreio do jardim da infância.
Compartilhar, brincar dentro das regras, não bater nos outros, colocar as coisas de volta no lugar, limpar a própria sujeira, não pegar o que não é meu, pedir desculpas quando machucava alguém, lavar as mãos antes de comer, puxar a descarga do banheiro.

Também descobri que café com leite é gostoso, que uma vida equilibrada é saudável e que pensar um pouco, aprender um pouco, desenhar, pintar, dançar, planejar e trabalhar todos os dias, nos faz muito bem.
Tirar uma soneca à tarde, tomar muito cuidado com o trânsito, segurar as mãos de alguém e ficar juntos, são boas formas de enfrentar o mundo.

Prestar atenção em todas as maravilhas e lembrar da pequena semente que, um dia, plantamos em um copo de plástico. As raízes iam para baixo e as folhas iam para cima, mas ninguém realmente sabia nem porquê. Mas nós somos assim!

Peixinhos dourados, ratinhos brancos; e até mesmo a pequena semente do copo de plástico, tudo morre um dia. E nós também.

Tudo que você realmente precisa saber esta aí. Faça aos outros aquilo que você gostaria que fizessem para você...
Amor, higiene básica, ecologia e política contribuem para uma vida saudável.

Penso que tudo seria melhor se todos nós - o mundo inteiro - tomássemos café com leite todas as tardes e descansássemos um pouquinho abraçados a um travesseiro.
E ainda é verdade que, seja qual for a idade, - o melhor é darmos as mãos e ficarmos juntos!
(Texto de Robert Fulghum, tradução de Ernesto H. Simon)

Tô com fome de.....

,

Aquela vontade louca de comer toda hora, mesmo depois de bater um pratão de comida, nem sempre é sinal de gula. Pode ser Síndrome da Fome Oculta, uma doença que atinge cada vez mais mulheres.


A raiz do problema
Essa doença está relacionada ao estilo de vida: corre-corre, refeições mal mastigadas, excesso de comida industrializada e escolhas alimentares erradas. Mas a Síndrome da Fome Oculta (SFO) vai além dos pneuzinhos, é uma disfunção celular. "A falta ou excesso de algumas vitaminas e sais minerais dificulta o bom funcionamento das células, prejudicando o equilíbrio do organismo e causando a carência de determinados nutrientes", explica o nutrólogo Douglas Carignani Jr (SP).

Conseqüências desse mal
" A fome oculta produz desde uma deficiência imunológica, que provoca gripes freqüentes, até o aparecimento da osteoporose e problemas cardiovasculares e metabólicos, como o diabetes e a obesidade. Dependendo da predisposição genética, a SFO pode até possibilitar o surgimento de tumores", diz o endocrinologista Fernando Almeida (PE).

O processo digestivo
Depois de ingerido, o alimento é logo digerido no estômago. Depois é absorvido pelos intestinos delgado e grosso. Em seguida é repassado ao sangue para que as células possam aproveitar os nutrientes. "É nessa etapa que o organismo sente a ausência ou o excesso de certos nutrientes", afirma Douglas.

Como identificar a disfunção
Só percebemos a síndrome quando as alterações já estão avançadas e provocam alguma doença. "Isso porque não existe um exame para detectar o problema", afirma Fernando Almeida. Mas uma boa consulta médica, análise clínica e física detalhada, avaliação laboratorial do eixo hormonal e metabólico do organismo ajudam no diagnóstico.


Causas da fome oculta

Hábitos alimentares inadequados e erros na escolha dos alimentos são os principais motivos. Quem ignora os vegetais e outros alimentos frescos e prioriza fast-foods tem mais chance de apresentar essa deficiência. Porém, existem alterações genéticas associadas ao metabolismo, que culminam em uma dificuldade da própria célula em captar um determinado nutriente do sangue. "Assim o alimento pode estar disponível no organismo, no entanto algumas células não conseguem assimilá-lo", esclarece o nutrólogo.

Sintomas conhecidos
Quando há carência de alguma substância, o corpo envia um estímulo nervoso ao cérebro indicando essa falta. Como nem sempre a mente identifica o que é pedido pelo organismo, a percepção é a de estar com fome. A pessoa come a primeira coisa que encontrar, porém nem sempre o nutriente necessário. Insatisfeita, enviará um novo estímulo ao cérebro, que, mais uma vez, será interpretado como fome, provocando o impulso de mastigar novamente. É o sinal mais claro da Síndrome da Fome Oculta.

O que pode agravar a situação
Hábitos como fumar, beber e usar drogas podem piorar e predispor o corpo à SFO. O fumo dificulta a oxigenação em geral. Já o álcool irrita a mucosa do estômago e do intestino e prejudica a digestão e a absorção dos alimentos. As drogas, que têm efeitos semelhantes aos do cigarro, alteram o funcionamento do cérebro (órgão que comanda a fome).

A primeira suspeita
O médico começa a desconfiar que a paciente pode ter SFO quando ela apresenta quadros de doenças auto-imunes, como a tireoidite, febres reumáticas e anemia. "Deve-se fazer um questionário minucioso sobre os hábitos alimentares, desde o que é ingerido até o tempo que dispõe para as refeições", diz o endocrinologista.

Formas de prevenir
Se a causa da doença for hábito alimentar errado a solução é seguir um cardápio variado, incluindo carnes, legumes, verduras, frutas e cereais integrais. Quem come fora de casa deve escolher as melhores opções nos restaurantes. Outra sugestão é levar para o trabalho frutas fáceis de consumir, como maçã, banana e pêra. Caso o problema seja provocado por outras disfunções metabólicas, é necessário procurar um especialista.

Fome oculta e obesidade
A correção do nível de vitaminas e minerais presentes no interior das células faz com que o organismo funcione harmoniosamente. Dessa forma, ansiedade e avidez por comer toda hora (comportamentos típicos das pessoas acima do peso) tendem a ser amenizadas. Junte a isso a prática regular de exercícios e hábitos de vida saudáveis, como dormir bem, parar de fumar e ter momentos de lazer, e emagreça sem risco do efeito sanfona. Tudo de bom, não?

Açúcar e Adoçantes: Qual o melhor produto?



Hoje, no mercado, é fácil encontrar novidades em relação a alimentos light e adoçantes dietéticos, principalmente voltados ao público que deseja emagrecer.


Qual o melhor produto a ser consumido para cada pessoa e quais as vantagens e desvantagens de cada produto.

O açúcar refinado é um alimento que vem sendo substituído por adoçantes dietéticos e até por açúcar light, que contém açúcar (sacarose) e adoçante (sucralose). Isso devido aos efeitos indesejáveis do açúcar, como cárie dental, aumento na produção de insulina, aumento de peso, entre outros.


Se você não consegue se adaptar com o cafezinho com adoçante, saiba que existem outras opções, como o açúcar light.
Além disso, o açúcar refinado não possui nutrientes que possam ser fornecidos ao organismo, devido ao processo de refinamento. Já o açúcar mascavo não passou por este processo e também não contém aditivos químicos, sendo considerado produto natural. Dessa maneira ainda é rico em nutrientes como cálcio, ferro, potássio, magnésio, fósforo, sódio, flúor e cobre. Possui também vitaminas como A, D, E, C e vitaminas do complexo B.

Para as pessoas que desejam emagrecer o ideal é consumir os adoçantes dietéticos. As opções são várias, sendo que existem adoçantes que são melhores empregados para adoçar sucos, vitaminas e café, por exemplo, que é o caso de adoçantes dietéticos como frutose, aspartame, sucralose, sorbitol, entre outros. Já para adoçar preparações ou alimentos que vão ao forno ou são submetidas a altas temperaturas, são indicados adoçantes dietéticos como, ciclamato, manitol, sacarina, acessulfame-k e sucralose.

Mas, há quem não consiga tomar o seu cafezinho com adoçante, quem já experimentou todos os tipos e não gostou ou não se acostumou. Neste caso, pode ser consumido o açúcar light que possui um tipo de adoçante na sua composição, a sucralose que adoça mais que o açúcar refinado, sendo necesssária uma quantidade menor de açúcar light para adoçar do que de açúcar refinado. Apesar de apresentarem as mesmas calorias por grama ( o açúcar light e o açúcar refinado apresentam em 3 g = 12kcal).

Diabéticos devem evitar além de açúcar refinado, mascavo e light, alguns adoçantes dietéticos como frutose, sorbitol, manitol. Os outros podem ser consumidos, porém é sempre importante estar atento às recomendações de médicos e nutricionistas.

Com base nas informações acima, experimente e verifique quais os melhores produtos para você, visando sempre o seu objetivo: emagrecer, ter uma vida saudável ou restringir a ingestão de açúcar devido a alguma doença. Faça uma boa escolha!

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Tortinha de Queijo



Ingredientes:
1 ½ xícara de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
½ xícara de margarina
algumas gotas de molho de pimenta
½ colher (chá) de sal
½ xícara de leite
½ pimentão vermelho picado
¾ de xícara de queijo prato ralado

Modo de Preparo:
Coloque numa tigela a farinha de trigo e o fermento. Junte a margarina cortada em pedaços, algumas gotas de molho de pimenta, o sal e o leite. Mexa com um garfo até que a massa fique homogênea. Faça uma bola com a massa.

Abra a massa com um rolo de macarrão num retângulo de 30X 22 cm. Por cima, salpique o pimentão e o queijo. Enrole começando pelo lado mais comprido. Corte em rodelas de 2,5 cm e arrume-as numa assadeira untada.
Asse em forno bem quente por cerca de 20 minutos, ou até dourar.

Controle o colesterol



O controle alimentar faz parte do dia-a-dia da maioria das mulheres em qualquer fase da vida. Independentemente das restrições impostas por um regime ou dieta, o que interessa é perder peso.


Mas para que isso aconteça da maneira correta, mais importante do que diminuir o valor calórico das refeições é manter uma alimentação saudável, praticar exercícios regularmente e controlar o consumo de açúcares. Assim, será possível eliminar quilos a mais, sem ter problemas de saúde, já que a má alimentação pode provocar várias doenças. As cardiovasculares, que são a principal causa de mortalidade nos países desenvolvidos e em grandes metrópoles brasileiras, estão entre as mais graves.

Geralmente, o infarto do miocárdio e o derrame cerebral ocorrem



devido ao colesterol elevado, hipertensão, triglicérides alto (gordura no sangue), diabetes, obesidade e hereditariedade. “As doenças do coração costumam ser geradas pela alimentação incorreta, falta de atividades físicas e descontinuidade do uso da medicação indicada. As mulheres tendem a ter um aumento maior de triglicérides e queda do bom colesterol (HDL), dando espaço ao mau colesterol (LDL). Elas possuem 15% a mais de gordura corporal do que os homens”, afirma Jairo Lins Borges, cardiologista do Departamento de Cardiogeriatria do Instituto Dante Pazzanese, em São Paulo.


“As doenças do coração costumam ser geradas pela alimentação incorreta, falta de atividades físicas e descontinuidade do uso da medicação indicada”

A elevação do colesterol e problemas no coração costumam atingir mulheres com mais de 55 anos. Já os homens morrem vítimas do problema entre 45 e 73 anos de idade. Outra diferença é que as artérias femininas são mais finas, o que colabora para a gravidade de um possível acidente cardíaco. Apesar dos riscos, o médico Jairo Lins Borges estima que apenas 30% dos brasileiros que deveriam tomar medicamentos para o controle do colesterol, o fazem com regularidade.


A editora de imagens Aline Martins, de 26 anos, detectou que tinha alta taxa de triglicérides aos 11 anos. “Desde que descobri, fui orientada a fazer uma dieta constante, evitando alimentos gordurosos, cigarros, bebidas alcoólicas, queijos amarelos, amendoim e até sorvete”, conta. Mesmo assim, ela quase não faz restrições em seu cardápio. “No geral, como muito carboidrato, principalmente pães. Quase não consumo açúcar, pois não gosto de doces, tirando chocolate”, confessa a jovem carioca, que não consome refrigerante, mas fuma e bebe socialmente.

Como não balanceia as refeições conforme a orientação médica, Aline equilibra as taxas de gordura sanguínea praticando exercícios físicos duas vezes por semana. “O problema me incentiva a fazer atividades físicas”, diz.

No caso da editora de imagens, a doença surgiu por fatores hereditários, pois seu pai sofria do mesmo mal.

Segundo a nutricionista Vanessa Pimentel, especializada em obesidade e fisiologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), a gordura pode ser encontrada em alimentos de origem animal ou vegetal. “Nas fontes de gordura animal, destacam-se carnes, pele de aves, leite e derivados integrais (iogurtes, coalhadas, creme de leite), queijos (quanto mais amarelo, mais gordura ele possui), gema do ovo e manteiga (feita a partir da gordura do leite). Já nas fontes vegetais, temos os óleos vegetais (azeite, óleo de canola, milho, girassol, soja), óleos genosos (castanha, amendoim, amêndoa, linhaça) e até mesmo algumas frutas (abacate, polpa do coco)”, afirma.

Quem quer perder peso e conservar a saúde, deve evitar o consumo de gordura animal. Isso porque ela possui colesterol e gordura saturada, que em excesso levam a doenças cardiovasculares, arteriosclerose, aumento do LDL e de triglicérides. Em contrapartida, as gorduras vegetais, com exceção do óleo de palma e de coco, são insaturadas e auxiliam na saúde do coração. Porém, mesmo sendo benéficas ao organismo, em excesso elas também engordam.

“Para afinar a silhueta e controlar o colesterol ao mesmo tempo, consuma fontes de lipídeos poliinsaturados (cavala, arenque, salmão, atum, truta, bacalhau, linguado, linhaça moída ou triturada, óleo de girassol, milho, soja), fibras solúveis (farelo de aveia, cevada, feijão, lentilha, grão de bico, banana, maçã, frutas cítricas) e insolúveis (farinha de trigo integral, ervilhas, farelos e grãos integrais, repolho, soja e derivados) junto ou logo após as grandes refeições, e flavonóides (chá verde, cebola, cereja, morango, amora vermelha, jabuticaba, berinjela, uva)”, indica a especialista.

Com estas opções, é possível preparar receitas deliciosas, emagrecer com consciência e evitar futuros problemas cardíacos. Quem se ama, se cuida!

Valor Calórico de Algumas Bebidas Alcóolicas




Bebidas Medida e peso Energia (Kcal)
Cerveja Brahma chopp
1 copo grande - 300 ml 129
Cerveja Brahma chopp light 1 copo grande - 300 ml 81
Cerveja Caracu 1 copo grande - 300 ml 186
Cerveja Malzbier Brahma
1 copo grande - 300 ml 168
Champagne 1 taça - 120 ml 85
Conhaque 1 dose - 30 ml 75
Licor 1 cálice - 30 ml 103
Pinga 1 copo americano - 175 ml 402
Vinho branco seco 1 taça - 150 ml 99
Vinho tinto 1 taça - 150 ml 108
Whisky 1 dose (50 mL) 125

Algumas bebidas alcoólicas e suas características

Não importam suas preferências, tipos de bebidas não faltam para agradar a todos os paladares, dos mais comuns, aos mais refinados. Para que as bebidas alcoólicas tenham sabor característico, ocorrem diferenças no processamento e na matéria prima (frutas e cereais utilizados), confira abaixo algumas delas:

Nome da bebida e país de origem Matéria Prima Processo de produção
Conhaque - França
Uva Destilado uma só vez, com cuidados. Leva anos para maturar em barris de carvalho.
Gim - Inglaterra Cevada Passa por destilação múltipla, com acréscimo de aromatizantes.
Whisky - Escócia Cevada, malte de cevada
Grão umedecido do cereal é germinado e seco na fumaça quente, que faz a torrefação. Maturação deve durar 5 anos.
Whisky - Irlanda
Malte de cevada com centeio, cevada e milho Grão umedecido é seco ao ar livre. A maturação também deve ser feita por cerca de 5 anos.
Saquê - Japão Arroz Passa por forte aquecimento a vapor antes da destilação.
Rum - América Latina Cana de açúcar (caule e polpa), melaço ou caldo de cana.
Matérias primas diferentes na fabricação, garantem variedades de aroma, teor alcoólico e qualidade.
Vinho - Ásia ocidental (há divergências sobre a origem da bebida) Uva É fermentado por leveduras, que transformam o açúcar do suco de uva em álcool, gás carbônico e energia, produzindo a bebida. Quanto mais doce for a uva, maior será o teor alcoólico do vinho.
Vodca - Rússia Centeio, trigo e outros cereais São necessários processos de fermentação, destilação e purificação.

Vamos brindar à saúde...


As bebidas alcoólicas são muito consumidas durante todo o ano, mas, na chegada do frio, elas invadem os cardápios dos restaurantes com coquetéis e drinks especiais para aquecer o corpo


Nesta época, é comum que as pessoas usem alguns pretextos para deixar de lado o objetivo de eliminar peso. Costumam dizer que no frio elas 'têm muita fome e acabam comendo demais', ou ainda, que 'não resistiram a aquela taça de vinho, por que estava com um friiio!'. Cuidado, a armadilha pode estar montada e você não pode cair!

Quando a temperatura do ambiente esfria, a procura por bebidas alcoólicas aumenta em bares, restaurantes, boates e, também dentro de casa. Qualquer situação é pretexto para fazer uma reunião com amigos, com temas



como, por exemplo, 'pão, queijo e vinho'. Assim, sem perceber você acaba consumindo alimentos calóricos como queijos amarelos, salames, azeitonas, patês e outros aperitivos, que são utilizados para acompanhar as bebidas.

As bebidas alcoólicas auxiliam no aumento da temperatura do seu corpo, mesmo que seja por um período de tempo pequeno. O valor calórico delas varia de acordo com o teor alcoólico, assim, quanto mais álcool há em uma bebida, maior será a quantidade de calorias que ela é capaz de fornecer. O álcool é um nutriente capaz de fornecer grande quantidade de energia - cada grama fornece 7 kcal -, valor maior que o carboidrato e a proteína, que colaboram com apenas 4kcal, por grama consumido.

É importante lembrar, que o álcool é uma substância estimulante no organismo em um primeiro momento, mas que, em altas doses, pode ser muito prejudicial à saúde.


Todos sabem que é difícil se deparar com drinks tentadores e conseguir resistir a eles, para isto, atente-se a algumas recomendações:

- Quando for à reuniões na casa de amigos ou em bares, faça antes um lanche leve que pode ser um iogurte desnatado, barrinha de cereais, frutas ou biscoitos, para não chegar com o estômago roncando e acabar passando dos limites;

- Se você desejar beber um copo de chopp ou vinho em um happy-hour, evite consumir petiscos gordurosos (provolone à milanesa, batata frita, amendoim, pistache, entre outros) para acompanhar a bebida, pois sem perceber, você consumiu calorias excedentes: lembre-se que o mais importante é desfrutar de bons momentos com seus amigos e não comer, comer, comer;

- Há opções de cerveja light no mercado, que fornecem menos calorias que as tradicionais e, se compararmos uma mesma quantidade consumida, esta redução pode valer a pena;

- Lembre-se que outros alimentos são capazes de aquecer seu corpo, sem fornecer tantas calorias como as bebidas alcoólicas: chás (com adoçante), leite desnatado com canela e adoçante e sopas leves são ótimas opções;

- Quando o frio bater, procure se exercitar, mexa-se: dance, corra e pule. Os exercícios com o corpo ativam os músculos e ajudam a elevar a temperatura corporal.

Para que você possa 'cair em tentação', com moderação, nós selecionamos duas receitas de bebidas, as quais você poderá degustar, isto quer dizer, experimentar apenas, sem exagerar!


Viagem longa... o que comer na estrada?



Época de férias, muitos preferem abandonar a rotina e viajar. Conhecer lugares novos, culturas diferentes, ir à casa de parentes que moram longe, tudo isso é muito prazeroso, inclusive o transporte até o destino desejado pode ser muito bom, desde que você saiba o que comer e relaxe bastante


Independentemente do meio de transporte ou do tempo total da viagem, sempre surge uma “fominha”. Paradas em restaurantes ou lanchonetes na estrada e as refeições servidas em aviões nem sempre são as opções mais saudáveis. Cabe ao viajante fazer a escolha certa para manter a forma, ter uma boa digestão e curtir bem a viagem.

Salgadinhos de pacote, refrigerantes, amendoins, frituras em geral, hambúrgueres, não são alimentos muito bons do ponto de vista nutricional. Alimentos leves e naturais são as melhores escolhas para uma viagem tranqüila.




O consumo de alimentos gordurosos ou outros que você não está acostumado a consumir podem causar mal-estar, indisposição, além do perigo de uma intoxicação alimentar.

Veja algumas sugestões sobre o que comer durante sua viagem, com segurança e saúde:

- No dia que antecede a viagem procure ter uma alimentação leve, evite o consumo de pratos muito calóricos e gordurosos, para que no dia da viagem você não sofra as conseqüências do que comeu antes.

“Se for uma refeição mais completa, fique atento à higiene do local e se possível conheça a cozinha do estabelecimento”

- Se a viagem for curta, até quatro horas, procure fazer uma refeição saudável, leve, antes de viajar e deixe para comer quando chegar no local de destino. Não custa nada se prevenir e levar com você água e algumas opções práticas, como: barra de cereais, biscoito de água e sal ou torradas e frutas. Caso aconteça algum imprevisto e a viagem se prolongue pelo trânsito ou por qualquer outro motivo, você estará preparado.


- Se a viagem for longa e você tiver que comer durante o trajeto, prepare sanduíches no dia anterior à viagem, embale e mantenha na geladeira até o momento em que você vai transportar.

Para o sanduíche:

- Escolha pães integrais, eles têm mais nutrientes e fibras do que o pão branco e proporcionam maior saciedade.

- Frango desfiado, milho, blanquet de peru, peito de peru, cenoura, beterraba, alface, agrião, escarola, tomate, pepino, queijo cottage, ricota, passas, são sugestões interessantes para compor o seu sanduíche. Esqueça a maionese, queijos amarelos, salsichas, hambúrgueres, mortadela, salame e outros frios e embutidos que tenham muito sal e gordura em sua composição.

- Separe algumas frutas, lave-as bem e embale assim como o sanduíche e armazene em local fresco. Frutas de consistência firme são melhores para essas ocasiões, exemplos: maçã, pêra, goiaba, ameixa, pêssego.

- Hidrate-se com água e sucos. Refrigerantes não são boas opções, pois devido ao gás presente pode provocar flatulência (gases).

- Para aqueles que não abrem mão de consumir os alimentos nestes restaurantes de estradas, faça escolhas saudáveis. Se for fazer um lanche, prefira os assados, sanduíches semelhantes aos citados acima, vitamina de frutas, sucos. Se for uma refeição mais completa, fique atento à higiene do local, se os alimentos são armazenados em balcão térmico, se os funcionários estão limpos, com unhas curtas, cabelo preso, se o banheiro do local é limpo e se possível conheça a cozinha do estabelecimento.

Evite comer com o veículo em movimento. Aproveite as paradas para se alimentar, esticar as pernas e descansar a mente. Quando sentir que está pronto, siga em frente, rumo aos dias tão esperados de suas férias. Boa viagem!

terça-feira, 27 de maio de 2008

Asas de Frango Assadas Com Parmesão


Ingredientes:
- 2 xícaras (chá) de farinha de rosca
- 1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado na hora
- 1/4 de xícara (chá) de salsa fresca picada
- 1 colher (café) de pimenta calabresa em flocos
- 1 colher (chá) de sal
- 12 asas de frango
- sal a gosto
- suco de 1 limão
- alho e pimenta vermelha picados a gosto
- 1/2 xícara (chá) de manteiga derretida e fria
- 1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado na hora
- 1/2 xícara (chá) de manteiga gelada cortada em cubinhos

Para o molho golf:

- 140 g de maionese
- 35g de catchup
- 1 colher (sopa) de conhaque

Modo de Preparo:
Retire as pontas das 12 asas de frango e tempere-as com 2 dentes de alho amassados, suco de 2 limões, 1 colher (sopa) de alecrim picado e sal a gosto. Reserve na geladeira por no mínimo 1 hora.

Numa tigela grande misture 2 xícaras (chá) de farinha de rosca, 1 1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado na hora, 1/4 de xícara (chá) de salsa fresca picada, 1 colher (sobremesa) de pimenta calabresa em flocos e sal a gosto. Reserve.

Pincele levemente 2 claras batidas ligeiramente nas asas de frango temperadas (com o auxílio de um pincel. Passe as asas na mistura de farinha de rosca com os temperos. Arrume as asas numa assadeira.

Salpique 1/2 xícara (chá) de manteiga gelada cortada em cubinhos (por cima das asas). Leve para assar em forno pré-aquecido a 170ºC por 50 minutos até dourar.

Sirva com o molho golf.

Preparo do molho golf:

Numa vasilha, misture 140 g de maionese, 35 g de catchup e 1 colher (sopa) de conhaque. Misture bem.

Rendimento:
+ de 10 porções

Carreira


Quer dar uma guinada na sua? Consultora dá dicas de como fazê-lo

A empregabilidade é hoje a maior preocupação dos profissionais, colocando à prova a competência deles no que diz respeito à melhoria de processos internos, produtos, serviços, processos operacionais. Todas essas questões exigem do profissional uma das competências mais avaliadas diariamente que é a criatividade e Inovação.

E sempre que estou em treinamentos e palestras ouço a mesma coisa: “Como faço para ser mais criativo, como faço para inovar? Preciso disso para ser mais competitivo.”

A demanda é tamanha que acabei escrevendo um livro sobre isso, como objetivo de fornecer orientações e exercícios de auto-análise, para ativar a criatividade, favorecendo o pensar e agir criativamente, não eximindo a pessoa da responsabilidade de analisar a realidade, aplicando cuidadosamente os conteúdos em funções gerenciais, desenvolvendo equipes e criando mecanismos de desenvolvimento da organização.

Neste artigo gostaria de tocar os “4 C´s”, que a meu ver, precisam de observação e ajustes constantes.



Criatividade e Inovação Pessoal

Hoje, para obter sucesso é necessária além do conhecimento técnico, a habilidade para solucionar problemas, lidar com a diversidade, o que implica na
utilização da capacidade criativa, sendo proativo e quebrando paradigmas.
A destruição mental de tudo que já existe é condição primordial para iniciar o processo criativo.

Criar envolve, em primeiro lugar, um rompimento dos paradigmas pessoais e, em segundo, dos sociais. Muitas vezes o criador acaba boicotando a sua própria criação com medo de ser criticado e não reconhecido. Criar é um ato de coragem tanto no âmbito pessoal como social.

Percebo que o primeiro passo é perceber-se enquanto pessoa e o que realmente gosta de fazer, o que faz bem, o que a alma aplaude e acima de tudo o lhe dá prazer. Esqueça o que está do lado, aqueles comportamentos padronizados ou até mesmo aquilo que as pessoas gostariam que você fizesse ou até mesmo fosse. Observe suas principais qualidades e aproprie-se delas.

Na empresa em que trabalha tente romper o comportamento mecanicista apresentando idéias de novos produtos, serviços, melhoria do que você já faz, como também do ambiente organizacional.



Comunicação Assertiva

Como já dizia o Chacrinha: “Quem não se comunica, se trumbica”. Pois é, muitas vezes deixamos de colocar em ação uma idéia ou desejo por medo de não ser aceito, como também por não saber “vender” a idéia.
O primeiro passo é vender para si próprio. Por exemplo, você deseja mudar de carreira. Cabe a pergunta: já elencou todas as vantagens da mudança? Quais as vantagens e riscos? Você se convenceu de que é uma boa saída para a sua situação atual, está amadurecido da decisão e convencido da mudança de emprego ou de profissão?
Se sim vá em frente. Se não, venda acima de tudo para você mesmo e depois para as pessoas que estão ao seu redor. Faça networking e comunique a algumas pessoas a sua decisão.
Prepare-se para vender para seu chefe, desenvolva um projeto detalhado, utilize da sua criatividade, recursos disponíveis, sempre comparando a situação real e a desejada. Mas seja sempre muito claro, expondo o que pensa, o que sente e como vê e sente esta situação.

Cooperação e Comprometimento

Caso você esteja querendo mudar de empresa e isso poderá acarretar resultados tanto para você quanto para as pessoas do seu convívio, compartilhe a decisão, principalmente, se ela afetar diretamente seus familiares, por exemplo. É preciso buscar ajuda. Você poderá obter apoio dos amigos também.
A mesma situação poderá ocorrer se você estiver apresentando uma idéia para seu superior. Uma idéia sem ação é pura ilusão e será preciso buscar parceiros para fazer acontecer. Cada pessoa tem uma inteligência particular e quando se junta a de outras pessoas o resultado é uma criação muito especial. Pense quem pode lhe ajudar a criar algo realmente especial.


Coordenação

Não podemos pensar em liderar as pessoas se somos dependentes, se não lideramos a nós mesmos. Reavalie todas as situações em que você está à frente de algo, coordenando, decidindo e seja honesto consigo. Como disse no começo deste texto analise a realidade. Em que momentos a sua liderança se sobressai?
A clareza de objetivos em relação a sua própria carreira e vida faz com que atinja o que deseja. Fixe metas, prazos, e a forma para conquistá-los. O mesmo poderá acontecer quando apresentar uma idéia ao seu superior e ela for aprovada. É a oportunidade para fazer acontecer juntamente com seus parceiros, aqueles já mencionados no item acima. Mas, sem perder de foco que agora é a sua vez de coordenar, que você está consciente das ações necessárias para isso e que se planejou para tal.

*Maria Inês Felippe é consultora e palestrante, especialista em Criatividade, Inovação e Gestão, e autora do livro 4 C’s para Competir com Criatividade e Inovação, pela Editora Qualitymark - www.mariainesfelippe.com.br

Frases de Charles Chaplin

"Não faça do amanhã o sinônimo de nunca,
Nem o ontem te seja o mesmo que nunca mais.
Seus passos ficaram.
Olhe pra trás ... Mas vá em frente
Pois há muitos que precisam
Que chegue para que possam te seguir’.

"A beleza existe em tudo - tanto no bem como no mal. Mas somente os artistas e poetas sabem encontrá-la."

"Creio que o pecado é realmente um
Mistério tão grande como a virtude."

"Faço parte do mundo
E, no entanto, ele me torna perplexo."


"Estou sempre alegre essa é a maneira de resolver os problemas da vida."

"A vida é maravilhosa se você não tem medo dela."

"Se o que você está fazendo for engraçado,
Não há necessidade de ser engraçado para fazê-lo."

"Criamos a época da velocidade,
Mas nos sentimos enclausurados dentro dela.
Nossos conhecimentos nos fizeram céticos;
Pensamos em demasia e sentimos bem pouco."

"Cada pessoa que passa em nossa vida, passa sozinha, é porque cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra.
Cada pessoa que passa em nossa vida passa sozinha, e não nos deixa só, porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós.
Essa é a prova de que as pessoas não se encontram por acaso."
"o homem não morre quando deixa de viver,
Mas sim quando deixa de amar."
(Frases de Charles Chaplin)

8 fatores que alteram seu metabolismo



Uma dúvida freqüente de boa parte das pessoas que desejam perder peso é sobre a ação que o metabolismo exerce no processo de emagrecimento. Como pouco e não emagreço. Será que meu metabolismo é lento? Estas são questões que trazem insegurança para quem está procurando diminuir seu peso e conquistar uma melhor qualidade de vida.

Metabolismo é o processo que transforma os nutrientes e outras substâncias químicas em energia para manter o corpo funcionando. O metabolismo retira dos alimentos as calorias necessárias para vivermos. Durante um dia, uma pessoa gasta de 60% a 70% de sua energia para as funções vitais, como respirar, manter equilibrada a temperatura corporal e fazer o coração bater. Essa energia é chamada de metabolismo basal.

De 10% a 12% da energia total são gastos para processar o que comemos, desde a mastigação até a absorção. Essa energia é denominada de gasto termôgenico.




“A atividade física deve preferencialmente combinar exercícios aeróbicos com ginástica localizada ou musculação. A prática regular produz uma ação metabólica contínua, acelerando o metabolismo”

O funcionamento do metabolismo é em grande parte determinado geneticamente. Em 80% da taxa metabólica a pessoa não tem condições de interferir, porém nos outros 20% é possível alterar o resultado a seu favor. Esses 20% sofrem influência de fatores como:


1- Alimentação. Os alimentos gordurosos devem ser controlados, de maneira que façam parte da alimentação, porém sem abuso. A ausência de gorduras diminui a produção de hormônios, provocando a diminuição do metabolismo. Utilize gorduras extraídas de nozes, de castanhas e do óleo de oliva.
O hábito de comer sobremesa depois das refeições não é indicado, uma vez que o açúcar é digerido mais rapidamente, retardando a digestão dos outros alimentos. O cérebro sinaliza, de forma equivocada, com mais fome em menos tempo. O mesmo processo ocorre com a ingestão de farinhas brancas contidas em bolos, tortas e pães.

2- Intervalo entre as refeições. Os grandes intervalos entre as refeições devem ser evitados, porque o metabolismo torna-se mais lento como forma de poupar energia. Os médicos e nutricionistas aconselham fazer seis refeições diárias, com lanches leves entre o café da manhã, o almoço e o jantar. Assim, o metabolismo mantém-se ativo durante o dia todo.

3- Atividade física. A atividade física deve preferencialmente combinar exercícios aeróbicos com ginástica localizada ou musculação. A prática regular produz uma ação metabólica contínua, acelerando o metabolismo. Os exercícios aeróbicos intensos, como bicicleta, esteira, natação e caminhada aumentam em até 25% a taxa metabólica durante um período de 12 a 15 horas após sua execução. Se durante o processo de emagrecimento a pessoa não pratica atividade física pode haver perda muscular. Com isso o gasto calórico diário torna-se menor e voltar a emagrecer torna-se cada vez mais difícil.

4- Tecido muscular. Os músculos exercem papel fundamental no metabolismo. Músculos vigorosos produzem mais gasto calórico, independente da idade da pessoa. Isso porque os músculos são tecidos vivos e queimam calorias 24 horas por dia, já que são feitos para trabalhar. O tecido muscular é o que consome mais energia do organismo. A manutenção da massa muscular está diretamente ligada à prática de exercícios.

5- Idade. Pesquisas indicam que a partir dos 30 anos o metabolismo começa a ficar mais lento. Sendo esse um fator biológico, que não pode ser modificado, com uma gradual perda de massa muscular.

6- Sexo. O metabolismo masculino é mais acelerado do que o feminino, porque os homens possuem massa muscular mais desenvolvida.

7- Água. A falta de água desacelera o metabolismo porque quase todas as funções do corpo dependem da sua presença. Ela é fundamental para transportar vitaminas, minerais e hormônios, para eliminar toxinas e para o bom funcionamento dos intestinos. Recomenda-se beber pelo menos 8 a 10 copos de água por dia.

8-Temperatura ambiente. Em dias mais frios o corpo consome mais energia para manter-se aquecido, acelerando o metabolismo. Essa visão geral sobre o metabolismo permite concluir que muitas vezes é necessário mudar nossos hábitos alimentares e praticar exercícios físicos, para que o metabolismo trabalhe em nosso benefício.

Renove sua pele em casa



Toda mulher deseja de ter a pele lisa, jovem e sempre bonita. Por isso, não há quem economize esforços. Um dos procedimentos mais procurados é o peeling, que remove as células mortas da pele e proporciona um aspecto mais saudável.


Porém, a falta de tempo para ir à clínicas estéticas pode fazer com que as mulheres que vivem na correria do dia-a-dia adiem tal tratamento. Foi pensando nelas que a empresa Bonyplus lançou em abril deste ano, um novo produto no mercado, o Arazyme Peeling Gel. O kit garante resultado igual ao de um procedimento feito por esteticista ou dermatologista. No entanto, os produtos são aplicados em casa, sem a necessidade do auxílio de um profissional.

A dermatologista Ana Carolina Ferolla, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que este é um peeling enzimático, de



biotecnologia. “Ele é extraído do veneno da aranha e vai digerir as proteínas da pele, tirando toda a camada que está velha. O Arazyme Peeling Gel faz com que a pele nova apareça e haja rejuvenescimento e clareamento”, conta.

O kit da Arazyme contém três componentes: o Pré-Peeling, composto por um sabonete líquido neutro para higienização da pele, o Arazyme Peeling Gel, que é o peeling enzimático, e o Creme Pós-Peeling, com proteção solar FPS15. Como a pele fica sensível depois da aplicação, é necessário se proteger do sol com um bloqueador. O pacote custa em média R$ 350 e promete resultado logo na primeira aplicação. Além disso, pode ser utilizado por qualquer pessoa. “Dificilmente dá alergia, porque é um produto natural”, diz a dermatologista.

“Antes de se submeter a qualquer tratamento, é bom procurar um profissional e checar qual é o procedimento mais indicado para sua pele”

O creme realiza um peeling superficial na pele e tem o mesmo efeito que um procedimento da mesma intensidade oferecido em consultórios ou clínicas de estética.


Já peelings médios e profundos devem ser feitos em consultórios dermatológicos, pois são procedimentos médicos invasivos. Estes são indicados para casos de rugas mais profundas, hiperpigmentação cutânea (caracterizada por manchas escuras mais acentuadas), pele fotoenvelhecida e cicatrizes. Depois de tratada em consultório, a pele pode ser mantida com os produtos da Arazyme.

A atriz Judith Forjaz utiliza o kit da marca há três semanas. Ela viu seu anúncio com uma amostra grátis em uma revista, experimentou e aprovou. Judith notou a diferença após duas semanas de uso, principalmente no pescoço. “Por causa da minha profissão, eu uso muita maquiagem, tenho uma iluminação em cima de mim. Com isso, surgiram muitas manchas no meu pescoço. Não posso falar que depois do creme elas sumiram, mas amenizaram e muito. A orientadora da marca me disse que os resultados viriam em três meses, mas acho que tive um pouco de sorte demais, pois em duas semanas já tive resposta”, garante.

Algumas pessoas, por sua vez, apostam em métodos caseiros e utilizam misturas ditas “milagrosas”, mas a dermatologista Ana Carolina Ferolla é contra. “O problema maior é que as pessoas misturam coisas que podem dar alergia. A bergamota, por exemplo, pode manchar a pele. Eu não recomendo”, diz. A esteticista Rosária Malta Gomes concorda. “É melhor escolher uma clínica, um creme específico, porque se der algum problema na pele, pode falar com alguém. Acho esses métodos caseiros errados”, declara.

Antes de se submeter a qualquer tratamento, é bom procurar um profissional e checar qual é o procedimento mais indicado para sua pele. Cada uma tem sua própria característica e certos produtos podem causar alergia. Portanto, para evitar qualquer incômodo, consulte um dermatologista.

Transtorno do Comer Compulsivo


A doença caracteriza-se pelo consumo de grandes quantidades de alimentos e perda do controle, sem o comportamento compensador como a indução de vômitos ou abuso de laxantes, como é visto na bulimia nervosa, outro distúrbio alimentar



O transtorno atinge principalmente mulheres nas idades de 20 a 30 anos, tendo a prevalência de 1,8 a 2% da população, que como se pode notar é um transtorno freqüente.

Nos EUA, é conhecido como “binge eating” (ou orgia alimentar), devido aos episódios de comer compulsivo serem freqüentemente no período da noite, onde as outras pessoas não estão para censurar, e comem até se sentirem empanturradas, seguido de sentimentos de culpa, ansiedade, raiva do ato de comer, perda do controle do próprio corpo e vergonha.




“Você ataca
a geladeira compulsivamente? Cuidado. Pode ser o Transtorno
do Comer Compulsivo?”

As pessoas costumam ser obesas, devido à sua ingestão alimentar ser muito superior ao seu gasto energético. A doença está freqüentemente ligada à uma situação onde o doente não tem controle das suas emoções.


Os sintomas mais comuns são:

- episódios freqüentes de ingestão alimentar excessiva;

- uso de dietas e produtos para o emagrecimento de forma contínua;

- ter o hábito de comer mesmo na ausência de fome;

- alteração freqüente no peso;

- comer escondido das outras pessoas, seguido de sentimentos de culpa, vergonha e raiva.

Para caracterizar o comer compulsivo a pessoa deve fazer no mínimo dois episódios de ingestão alimentar compulsiva por
semana, no período de 6 meses, e obedecer aos seguintes critérios:

- Episódios repetidos de compulsão;

- Durante a ocorrência dos episódios, devem estar presentes no mínimo três dos indicadores abaixo:

- Comer muito mais rápido que o normal;

- Comer até sentir-se desconfortável fisicamente;

- Ingerir grandes quantidades de comida, mesmo estando sem
fome;

- Comer sozinho por sentir-se envergonhado da quantidade de comida ingerida;

- Sentir-se culpado e/ou deprimido após o episódio.

O transtorno freqüentemente está associado a outros transtornos, principalmente de ansiedade. Os tratamentos até agora empregados são feitos com os antidepressivos, terapia comportamental-cognitiva, terapia interpessoal e programas para redução do peso corporal.

Tendo em vista as várias doenças relacionadas com a obesidade que essas pessoas estão propensas, como hipertensão, diabetes tipo 2 e dislipidemias (aumento das gorduras sangüíneas) juntamente com o descontrole no hábito alimentar, é fundamental o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar com médico, psicólogo e nutricionista para evitar os episódios de comer compulsivamente e da mudança gradativa nos hábitos alimentares.

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Mini quiche



Ingredientes:
"200 G DE MARGARINA
02 COLHERES DE SOPA DE BANHA
03OVOS PEQUENOS
01 COLHER DE CAFE DE SAL
01 PITADA DE FERMENTO EM PO
500 G DE FARINHA DE TRIGO MAIS OU MENOS ATE SOLTAR DAS MÃOS

RECHEIO:

MAÇO DE ESPINAFRE COZIDO EM VAPOR
02 OVOS INTEIROS
01 COPO DE CREME DE LEITE
SAL A GOSTO ORÉGANO
100 G DE PARMESÃO RALADO 100 G DE QUEIJO PRATO RALADO
100 G DE PRESUNTO RALADO NOZ MOSCADA RALADA A GOSTO PIMENTA DO REINO


Modo de Preparo:
MISTURE TODOS OS INGREDIENTES E VA AMASSANDO ATE OBTER UMA MASSA MACIA. ABRA EM FORMINHAS PRÓPRIAS.

RECHEIO:
REFOGUE O ESPINAFRE COM O AZEITE, A CEBOLA E O ALHO, E RESERVE. BATA NO LIQUIDIFICADOR OS OVOS, O CREME DE LEITE, O PARMESÃO E OS TEMPEROS. MISTURE OS DEMAIS INGREDIENTES FORA DO LIQUIDIFICADOR, LEVE AO FORNO PRÉ-AQUECIDO A 180°C POR 20 MINUTOS MAIS OU MENOS.

Envelhecimento - Como lutar contra isso?



A maior atenção que se dá ao
corpo é em relação ao tempo de vida, principalmente as mulheres



Há informações sobre funcionamento do organismo humano de sobra em livros, revistas, jornais, rádios e, mais recentemente, na internet. Esta tem sido a coqueluche do momento, por sua utilidade, facilidade e disponibilidade. Ninguém pode se queixar que falta informação.

Porém, o excesso pode causar uma poluição tão grande na cabeça das pessoas, chegando mesmo a estressá-las. Mesmo assim a internet oferece conhecimentos focalizados, que com um pouco de prática e paciência consegue-se identificar assuntos específicos
como o que vamos abordar: envelhecimento.

“Se a intenção das pessoas é evitar o envelhecimento, o emagrecimento também contribui para vida longa e saudável”

O corpo humano é uma somatória
de células que vão se renovando ou morrendo ao longo da vida. Os responsáveis pelo envelhecimento
das células são os radicais livres.
Eles se formam durante a vida,
mas são mais sentidos a partir da
idade adulta.


Segundo o professor-pesquisador Fabio Giordano, a velhice humana é uma realidade biológica à medida que o tempo passa e avança o desenvolvimento orgânico. Há uma complexa interação entre mudanças biológicas, psicológicas e sociais, sendo difícil estabelecer qual desses três fatores é mais determinante no envelhecimento.

O aumento na produção de radicais livres é responsável pela agressão às células. As reações químicas que ocorrem podem favorecer o depósito de placas nas paredes das arteriais, assim como a combinação de radicais livres com o DNA das células, alterando seu código genético e produzindo uma multiplicação desordenada – o que pode provocar câncer e infarto do miocárdio.

Não podemos eliminar totalmente essa formação de radicais livres
no nosso organismo, mas as principais fontes externas sim. São elas: fumaça em geral (cigarro, de veículos, de churrasqueiras etc.), bebidas alcoólicas, exposição a poluentes atmosféricos, raios
solares, raios X, excesso de ingestão de carnes vermelhas,
frituras, embutidos, alimentos defumados.

Se a intenção das pessoas é evitar o envelhecimento, o emagrecimento também contribui para vida longa e saudável. Quando se faz um cardápio de emagrecimento logicamente há diminuição da ingestão de alimentos e melhores escolhas dos mesmos quanto a sua qualidade.

Esse processo deverá estar associado ao exercício físico que,
se não for em excesso, ajuda a eliminar radicais livres. Cabe
ressaltar que exercícios físicos não podem ultrapassar a
capacidade da pessoa, pois daí haverá produção de radicais
livres.

Assim, emagrecer e manter-se jovem caminham juntos.

Verduras: conheça e saboreie

Verduras: conheça e saboreie

Que comer salada faz bem para saúde todo mundo sabe, mas entre saber da importância e realmente comer, existe uma diferença enorme


Para alguns não é o menor sacrifício, pelo contrário, é até um prazer comer um prato de salada colorido e delicioso, porém, para outros é uma tortura, não suportam o cheiro, o gosto, etc. Para as pessoas que não gostam, algumas táticas precisam ser encaradas. É preciso muito incentivo e força de vontade para mudança de hábito, hábito esse que deve ser gradativo e para a vida toda.

Não adianta fazer cara feia, experimente. Essa atitude de experimentar devia ter sido estimulada na infância, época de descobertas, onde a criança



conhece, cheira, prova, prefere alguns alimentos ao invés de outros, mas precisa diariamente de incentivo, estímulo, persistência e da oferta de alimentos novos e saudáveis.

Como deve ser feito para a criança, experimente um alimento de cada vez, sinta o gosto, a textura, o cheiro de cada hortaliça. É impossível conhecer realmente uma hortaliça, se a criança ou até o adulto apenas come tudo batido numa sopa.

Prove verduras que você não conhece, inove as que você não tem muita preferência, com temperos novos, molhos para saladas, com outros tipos de preparo. Além do sabor ser fundamental, existe a questão da saúde, imagine como seu corpo vai se beneficiar das fibras, vitaminas e minerais presentes nesses alimentos.

“Prove verduras que você não conhece, inove as que você não tem muita preferência, com temperos novos, molhos para saladas, com outros tipos de preparo”

Nessa matéria, vamos apresentar algumas hortaliças, para você variar, sair do tradicional alface com tomate. Conheça novos alimentos, suas propriedades nutricionais e dicas para que você possa incluir estes alimentos em seu prato com prazer e não por obrigação, certo?


Tipos de folhas

ACELGA – Folhas verde-claras, macia e grande, talos largos e brancos, do mesmo ramo do repolho. É encontrada o ano inteiro. Pode ser consumida crua ou cozida. Sabor levemente adocicado, suave, com textura firme. Fornece 2kcal por folha, em sua composição você encontra cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, ferro vitamina A, C e fibras.

ALCACHOFRA – A parte comestível são chamadas botões, a base é conhecida como “coração” da alcachofra, dê preferência às que tem pétalas firmes, sem manchas e bem agrupadas. É geralmente fervida em água e sal, e servida quente ou fria. Uma unidade (50g) tem em média 30kcal, além de ter cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, ferro, vitamina A, C e fibras.

ALMEIRÃO – Da mesma família da chicória e da alface, o almeirão possui folhas mais estreitas e alongadas e sabor amargo, geralmente é consumida crua em forma de salada. Tem propriedades nutricionais semelhantes da chicória e escarola.

BERTALHA – Folhas verdes escuras e carnosas, mais arredondadas, parecida com o espinafre, também fornece pouquíssimas calorias e contém nutrientes.

CHICÓRIA E ESCAROLA – Folhas soltas, crespas ou lisas, pode ser consumida crua ou cozida, sabor levemente amargo. Uma folha fornece aproximadamente 3kcal, em sua composição tem cálcio, magnésio, fósforo, potássio, vitamina C, folato, vitamina A e fibras.

COUVE – Folhas grandes e verdes e bem saborosa. Pode ser empregada em diversas preparações, a mais conhecida dos brasileiros é a couve “à mineira”, cortada em tiras muito finas e refogada. Uma colher de sopa desta preparação contém aproximadamente 36kcal, além de vitaminas e minerais.

ESPINAFRE – Folhas pequenas e levemente carnudas, de cor verde-escura brilhante, contém muita água, depois de cozinhar reduz um pouco. Normalmente é consumido cozido, pois suas folhas são ásperas quando cruas. 1 colher de sopa de espinafre cozido tem em torno de 15kcal. Cálcio, potássio, fósforo, ferro, folato, vitamina C e vitamina A e fibras também estão presentes.

RADICCHIO – Variedade da chicória, caracterizada por um método específico de cultura da terra, que produz folhas de coloração vermelha. É habitualmente utilizado cru, em saladas. 1 folha de radicchio pode apresentar em torno de 4kcal, além das vitaminas A, C, folato e dos minerais cálcio, fósforo, potássio e fibras.

ENDÍVIA – Hortaliça de folhas brancas, sabor suavemente amargo. Foi obtida por manipulação humana, por meio do cultivo da chicória em ambiente escuro. Ela se torna amarga se exposta ao sol. Pode ser consumida crua ou cozida. Podemos destacar a quantidade de fibras presente nesta hortaliça, além de vitaminas e minerais.

ALFACE – Esta é a verdura de maior consumo no país. É cultivada no mundo todo, sendo assim encontrada facilmente em qualquer época do ano. Quando for comprar observe se as folhas estão frescas, firmes e viçosas. Você pode encontrar tipos diferentes, conheça alguns deles: alface lisa, americana, romana, crespa e roxa. 1 folha tem 2kcal. Cálcio, vitamina C, A e fibras, entre outros nutrientes estão presentes.

AGRIÃO – Tem folhas verde-escuras e brilhantes, quando fresco. Sabor refrescante, é muito utilizado em saladas, em sanduíches, molhos e outras preparações. 1 ramo tem 1,5kcal, possui cálcio, magnésio, fósforo, potássio, vitamina A, C e folato.

RÚCULA – Possui folhas espessas, tenras, divididas, longas, verde e sabor apimentado. Muito utilizada crua em saladas. 1 folha de rúcula não ultrapassa o valor de 3kcal, contém cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, vitamina A e C e fibras.

Higienização

É fundamental fazer a higienização adequada das hortaliças antes de consumi-las. Deixe escorrer bastante água corrente sobre as folhas, até remover toda a sujeira. Depois deixe de molho em água e uma solução de hipoclorito de sódio, na proporção de 1 colher de sopa para cada litro de água durante aproximadamente 15-20 minutos.

Dicas de preparo

Você pode utilizar as folhas em diversas preparações: saladas, sucos, cozidos, refogados, tortas, bolos, etc. Veja algumas dicas:

- Não compre maços com folhas amareladas, murchas ou rasgadas.

- Se for consumir as folhas cruas, em saladas, tempere com azeite, ou utilize molhos com ervas aromáticas, iogurte, limão, etc.

- A melhor maneira de cozinhas as hortaliças é a vapor, é o método que perde menos nutrientes.

- Para refogar utilize um pouco de óleo vegetal e alho e por pouco tempo. O alho possui propriedades antioxidantes, ou seja, que fazem bem à saúde. Os óleos mais saudáveis são os de canola e girassol.

Como você pode perceber existem muitas maneiras de consumir folhas no seu dia-a-dia. Além das folhas tradicionais existem outros tipos, experimente, descubra os tipos que mais te agradam.. As verduras são fontes de vitaminas, minerais e fibras e possuem pouquíssimas calorias, por isso aproveite e encha seu prato de salada!

Vinhos: o segredo é a moderação



Vinho... seja branco, rosado (rosé), tinto, seco, suave, semi-seco, espumante ou fortificado, quem nunca o degustou? Apesar de ser uma bebida alcoólica, muitos estudos têm afirmado que ele faz bem à saúde. Será?


De onde vem os vinhos

Os vinhos são obtidos da fermentação do suco (também chamado mosto) de uvas frescas. A fermentação é um processo bioquímico realizado por microorganismos (leveduras) que convertem os carboidratos (açúcares) em álcool, gás carbônico e energia.

No caso do vinho, o processo é utilizado para a obtenção de álcool a partir dos açúcares do suco de uva. Quanto mais doce for a uva, maior será a concentração de álcool. O teor alcoólico do vinho pode variar de 10 a 15%, podendo



alcançar valores superiores (cerca de 20%) no caso dos chamados vinhos fortificados, como o do Porto, o Xerez (ou Jerez) e o Madeira.

Como são classificados
De forma simples, os vinhos podem ser classificados em 3 categorias:

a) Vinho de mesa: sofre somente uma fermentação, atingindo teor alcoólico médio.

b) Vinho espumante: sofre 2 fermentações, para obter quantidade maior de gás carbônico, responsável pelas borbulhas.

c) Vinho fortificado: recebe durante a fermentação uma quantidade adicional de álcool (conhecida como aguardente vínica), apresentando teor alcoólico elevado.

Composição e Valor Calórico

Os vinhos são compostos, basicamente, por água (85 a 90%), álcool (7 a 24%), ácidos (de 1 a 8%) e açúcares proveniente das uvas (0 a 15%). A quantidade de açúcar pode variar entre menos de 5 gramas/L nos vinhos secos, até 5 a 20 g/L nos semi-secos e mais de 20 g/L nos suaves e doces.


Vinho e saúde

Muitos estudos têm afirmado que o consumo de vinho, especialmente o tinto, protege nosso organismo de diversas doenças, principalmente as relacionadas ao coração. O exemplo mais famoso é o da França, no qual sempre existiu o hábito de se consumir de uma a duas taças de vinho ao dia: apesar de não apresentarem fatores de risco menores (nível de colesterol no sangue, pressão arterial, obesidade, tabagismo e sedentarismo), em relação aos outros países industrializados, a incidência de problemas cardiovasculares é incrivelmente pequena. Esse fato foi designado pelos estudiosos como o "paradoxo francês".

No entanto, entre a comunidade científica, existem pesquisas que discordam desses estudos afirmando que os menores índices de doenças cardiovasculares entre os franceses podem estar relacionados não somente aos fatores dietéticos, mas também ao estilo de vida dessa população.

Vale lembrar que a maioria dos especialistas afirmam que as propriedades benéficas do vinho provém, primariamente, das uvas, pois são elas que contém os elementos "promotores de saúde" como:

-os flavonóides: exercem efeitos antiinflamatórios e ação antioxidante - especialmente contra a oxidação dos ácidos graxos (lipídeos) que resulta na formação de radicais livres, responsáveis pelos fenômenos de formação da aterosclerose e trombose;

- as procianidinas: aumentam a resistência das fibras colágenas, exercendo um efeito protetor sobre as paredes dos vasos sanguíneos,

-resveratrol: dissipam as plaquetas, aumentam a taxa de HDL (ou bom colesterol) e agem dilatando os vasos sangüíneos.

No entanto, deve-se ressaltar que o consumo diário de frutas e vegetais também proporciona a absorção dessas substâncias inibindo, efetivamente, as reações oxidativas prejudiciais às células e diminuindo os riscos para as doenças do coração.

O consumo moderado, equivale a, no máximo, 2 taças de vinho ao dia. Há evidências, no entanto, que o consumo excessivo de álcool associado a fatores de risco (como obesidade, colesterol alto, hipertensão) pode ter efeito contrário, ou seja, pode favorecer as moléstias cardiovasculares. Assim sendo, o uso indiscriminado de bebidas alcoólicas, inclusive de vinho, por razões de saúde, não deve ser incentivado. Estudiosos advertem que o álcool aumenta o risco para o desenvolvimento de câncer de mama e de intestino grosso, sendo um motivo para desaconselhar o seu uso.

Segundo a American Heart Association (Associação Americana do Coração), para quem deseja prevenir doenças cardíacas, não existe nada melhor do que as práticas provadas ao longo do tempo, ou seja, ter uma dieta saudável, exercícios regulares e o peso adequado. Portanto, não existe motivo para se recomendar uma bebida alcoólica para diminuir os riscos para essas patologias.

Para saber mais: Academina do Vinho

sábado, 24 de maio de 2008

Quais são suas qualidades?


Nem ouse responder que não tem ou não sabe.

Não ter é impossível. Todos nós temos algo de bom dentro de nós.
O que pode acontecer é você não perceber ou perceber apenas algumas, quando, na verdade, tem muito mais. E se respondeu que não sabe é porque está lhe faltando autoconhecimento, olhar para dentro de si mesma e descobrir quanta coisa boa há em seu interior.

Conseguir o que deseja está totalmente relacionado com o valor
que damos àquilo que conseguimos. Se você está querendo eliminar cinco quilinhos e consegue eliminar um quilo, qual sua reação? Fica toda feliz e valoriza o que conseguiu ou só pensa em quantos
faltam? Sempre supervalorizando o que falta e minimizando o que
já conseguiu?

“Conseguir o que deseja está totalmente relacionado com o valor que damos àquilo que conseguimos”

Se agir assim com freqüência é bem provável que tenha dificuldades em valorizar suas conquistas, o que desestimula completamente sua mente em continuar a colaborar para alcançar aquilo que tanto deseja. Portanto, se acontece com você como o exemplo citado acima, valorize mais o que conseguiu, independente de quanto seja, e não aquilo que falta.


E como é sua relação com o espelho? Você costuma evitá-lo e ao perceber um na sua frente, logo desvia o olhar? Será que foge apenas de sua aparência física ou foge daquilo que há dentro de você? Já pensou que na verdade pode estar fugindo de si mesma? Quase sempre nossa aparência física representa nosso interior e se não aceitamos o que vemos, provavelmente também não aceitamos o que sentimos.

Pode ser que age assim por acreditar que não há nada de positivo dentro de você para ser encontrado e, assim, você foge. Em geral, as pessoas só sabem se criticar, se cobrar, muitas vezes como reflexo daquilo que receberam e raramente conseguem avaliar
suas reais qualidades.

O que é muito diferente daquela pessoa que a todo o momento se faz parecer segura, fazendo questão de falar sobre suas supostas qualidades, pois quem acredita em si de verdade é, acima de tudo, humilde. Não sente necessidade em ficar supervalorizando o que
faz, o que tem, mas tem consciência de cada uma.

Dificilmente conseguimos acreditar que temos qualidades. Estamos sempre nos comparando com
alguém que é muito mais bonito, inteligente, capaz, feliz. O outro,
sim, tem tudo que deseja e merece. Nós, pobres mortais, estamos sempre nos sentindo inferiorizados. Mas será que tem que ser sempre assim?
É evidente que não!

“Nós, pobres mortais, estamos sempre
nos sentindo inferiorizados. Mas será que tem que
ser sempre assim?”

Muitas pessoas não conseguem perceber sua própria beleza. Não digo apenas externa, mas principalmente, a interna, em função de sua vergonha. Vergonha do corpo, que se estende para o rosto, o cabelo, as atitudes, os sentimentos. Enfim, passa a ter vergonha da pessoa que é e, para esconder toda essa vergonha, muitas vezes engorda, criando simbolicamente uma proteção, como uma defesa.

Pergunte-se do que poderá estar querendo se proteger, você sabe? Aconteceu algo em sua infância ou adolescência que a fez se sentir humilhada, envergonhada? Será que até hoje você não está
reagindo de acordo com situações do passado? As respostas você pode encontrar dentro de si mesma.

Mesmo que seja carinhosa, sincera, honesta, compreensiva, responsável e muitas outras qualidades. Por que você raramente consegue valorizar o que há de melhor dentro de você? Se durante sua vida aprendeu que seu valor como pessoa depende do que faz, talvez esteja medindo seu valor baseada em seu desempenho e sucesso.

Ou, se está sempre se comparando, porque assim fizeram com você, ficará cada vez mais perto de continuar fazendo aquilo que esperam de você e cada vez mais distante de quem é de verdade. O resultado disso só pode ser conflito, insatisfação. É acreditar que só importa o que faz, o que esperam que faça e não em quem você é.

“Baseie sua vida nos seus próprios valores. Aprenda a buscar aprovação e reconhecimento dentro de você”

Você só se sentirá como uma pessoa de valor enquanto reconhecerem tudo que fizer. Se não receber reconhecimento e aprovação, se sentirá incapaz e sentirá necessidade em se proteger. É como se existisse uma luta interna entre o que esperam que faça, seja e quem de fato você é.

Isto inclui suas reais qualidades, que acabam por ser desprezadas, não só pelos outros, mas também por si mesma. Se outras pessoas não percebem as qualidades que tem isso não quer dizer que não
as tenha. Simplesmente está se baseando em pessoas com valores diferentes dos seus.

Baseie sua vida nos seus próprios valores. Aprenda a buscar aprovação e reconhecimento dentro de você. Avalie seus dons,
seus talentos, suas qualidades. Mas não julgue, nem compare. Apenas constate e pense o que te faz ignorar seus bens mais preciosos. Comparar-se aos outros e, na maior parte das vezes,
se sentir menor, não a fará melhor que ninguém.

Enquanto não perceber suas qualidades estará constantemente
numa luta consigo mesma. E isso com certeza irá se refletir em seu corpo. Pare com isso. Olhe para dentro de si. Reveja quanta coisa boa carrega aí dentro. Valorize tudo que sente, a pessoa que você
é, os obstáculos que já enfrentou e dê muito mais valor, independente das outras pessoas.

Pare de se comparar, se sentir inferior, de lutar consigo mesma.
E conscientize-se que é única, especial. Somente com muita persistência irá conseguir romper o padrão de estar sempre se desvalorizando, sentindo-se inferior aos demais. Cada um carrega em si o dom de ser capaz e ser feliz, já dizia uma canção do Almir Sater. Pense nisso!