segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Uma amiga querida me enviou este "trechinho" da Clarice Lispector de presente de Ano Novo. É a cara dela, a minha, a de todos nós, qdo o social não se impõe nas nossas vidas e a gente vai vivendo "assim-assim" , no "mais ou menos", no padrãozinho das convenções....

"Gosto dos venenos mais lentos,
das bebidas mais amargas,
das drogas mais poderosas,
das idéias mais insanas,
dos pensamentos mais complexos,
dos sentimentos mais fortes…
tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:
- E daí? Eu adoro voar!
Não me dêem fórmulas certas,
porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim,
porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem não sou.
Não me convidem a ser igual,
por que sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma,
mas com certeza não serei a mesma pra sempre…"


Beijos e um 2009 MUITO LOUCO!

1 comentário:

Polêmica disse...

Legal é viver sendo nós mesmos, sem querer imitar ninguém e sem nos sentirmos pressionados a ser o que não somos!

Um ótimo 2009 para você!

Beijão!